Quando abri meus olhos nessa manhã

Quando abri meus olhos nessa manhã
O sol chegara e minha cabeça ainda doía.
E tão rápido quanto o abrir dos meus olhos
Pensei em você que não saiu mais de mim.

Que os homens não se enganem mais e se calem
Nada pode sua vontade e seu saber ainda é loucura.
Não ensinem mais seus filhos a sonhar e livre-os.
Que o coração não alimente mais qualquer desejo novo
As coisas antigas ainda machucam a alma.
Não incentivem mais a dúvida, seja o que for,
Que se arranquem as árvores ainda pequenas pelas raízes
Pois mais tarde não sairão do seu lugar.

Uma semente lançada depois de muitos dias nascerá
Sem tempo certo, pois tola vaidade é a urgência.
Nada sei, nem mesmo como isso se fará
Todos os adivinhos nada têm para revelar
Pois tal é o caminho do vento e o surgir da vida
Assim é o segredo do próximo dia que chega
E somente um trunfo podes segurar ó pobre vivente,
A fé. Que o fará crer, que o que há de ser será, e nascerá.

Ainda mais uma verdade ouvi nessa manhã de sol
Que bom é despir-se da insensatez para ver a luz
Lançando vida sobre essa desinquieta busca.
Mas contemplar é uma nobre arte que só a paz ensina.
Então vejo que nada mais resta nessa guerra sem tréguas
Os guerreiros não fazem poesia, fazem guerra.
Eis revelado o quão sutil é o segredo da vida:
Só um coração ilumina o caminho aos que sonham.

Quando abri meus olhos nessa manhã
Um guerreiro impávido me gritou alto seu desafio
E tão rápido quanto meu pensamento seus pés corriam.
Eram o tempo, reflexos de angústias ao vento.
Pensei em ti, benignidade és do Senhor.
Então as nuvens carregadas com estrondo fizeram chover
Toda sua força transtornou por completo minha alma
E eu exausto busquei em ti abrigo para renascer.

10 maneiras de saber quando um cara é “uma enrascada”.

enrascada

Uma amiga me disse que havia desistido da vida amorosa e iria se focar apenas nos estudos. Essa escolha é sempre digna de aplausos; no entanto, falei com ela que não era preciso desistir da vida amorosa, mas apenas fugir de enrascadas. Então ela me perguntou: “como saber se um cara é uma enrascada?”.

Comecei a responder e acabei elaborando essas 10 dicas para saber se um cara é uma enrascada:

  1. É uma enrascada quando o cara não tem um bom trabalho, uma profissão e nem sabe o que quer da vida.
  2. É enrascada quando já está na casa dos trinta anos e ainda mora com os pais.
  3. É enrascada quando você sente que, se ficarem juntos, terá que cuidar de você e dele.
  4. É enrascada quando ele está mais interessado em te levar para a cama do que conversar sobre seus planos, suas preocupações, etc.
  5. É enrascada quando ele não demonstra um interesse genuíno nas diversas áreas da sua vida (quando ele, por exemplo, não interessa em conhecer seus pais ou não incentiva seus estudos).
  6. É enrascada quando você tem que correr atrás, como se tivesse que implorar pela atenção e pelo amor dele.
  7. É enrascada quando a espiritualidade dele é divorciada da sua (isto é, quando não há harmonia entre a fé de vocês).
  8. É enrascada quando ele te agride de qualquer maneira, com gestos, palavras ou fisicamente (ainda mais se ele depois se desculpa dizendo que “homem é assim mesmo”, que ele é “sistemático” ou “cabeça-quente”, ou que você provocou).
  9. É enrascada quando ele não demonstra um genuíno cuidado com você, preocupando-se até mesmo com as menores coisas que possam te causar mal.
  10. É enrascada quando o que é importante para você não é importante para ele.

Alguns desses itens podem ter exceções. Um rapaz pode morar com os pais para, por exemplo, cuidar deles ou diminuir despesas num momento de corte de gastos. Mas não há nada que justifique um relacionamento saudável se você precisa mendigar a atenção dele ou se ele te agride de alguma maneira.

Obviamente essa lista pode aumentar e abordar assuntos diversos desses; mas há aqui princípios que aplicam-se em quaisquer relacionamentos e áreas da vida.

Abril

2318-11-abrilBem-vindo ao mês de Abril. Meu desejo e minha oração é que ao longo desse mês você se lembre de algumas promessas de Deus e tenha vivências extraordinárias com Ele.

  • Em Abril lembre-se que Deus ABRIU o Mar Vermelho para que seu povo pudesse deixar para trás  uma vida de escravidão e alcançar as bênçãos que já havia reservado para eles. Aquele Deus é o mesmo Deus que você serve? Então confie que dos obstáculos intransponíveis à sua frente, Ele cuidará.
  • Nesse mês de Abril não se esqueça que Jesus ABRIU os olhos do cego. Ele quer fazer o mesmo com você; afinal, chega de não enxergar um palmo à frente do nariz, de não ver a glória de Deus apesar de tantas coisas aprendidas, de sempre parecer que está tateando no escuro.
  • Lembre-se também de que Deus já nos ABRIU as janelas do céu abençoado-nos com toda sorte de bênçãos espirituais e que,
  • A porta que Jesus ABRIU ninguém fecha.

Em Abril lembre-se do Cristo que, mesmo na cruz, abriu os braços para você; tal qual o pai abandonado pelo filho que, ao vê-lo retornar, ABRIU os braços recebendo-o novamente.

A síndrome de Esaú

“E ninguém seja devasso, ou profano, como Esaú, que por uma refeição vendeu o seu direito de primogenitura” – Hebreus 12:16.

live_now_2_001Enquanto Jacó abriu mão de algo pequeno e momentâneo para conseguir o que é grande e eterno; seu irmão Esaú, ao trocar seus direitos de filho mais velho pelo prato de lentilhas, fez exatamente o contrário.

Ao fazer isso Esaú:

  • Preocupou-se apenas com seu estômago e não com sua história;
  • Pensou apenas no momento imediato e desprezou o futuro;
  • Mostrou desapego com as bênçãos que havia herdado de seus pais;
  • Pensou somente no que ele era e não no que viria a ser;
  • Olhou apenas o que era visível e estava dele, ignorando o que era distante e invisível.
  • Ficou fascinado com o aspecto da comida; sua visão, olfato e paladar desejaram a comida e suas crenças e propósitos não foram fortes o bastante para impedir.

Jacó trocou aquilo que não era nada para ganhar tudo; seu irmão, no entanto, perdeu tudo para ganhar aquilo que não era nada.

Devemos considerar nossas escolhas diárias à luz da trágica história de Esaú. Pode acontecer também que nós, para satisfazermos nossos prazeres e necessidades passageiras, abramos mãos das bênçãos e dos privilégios dados por Deus. É trágico mas não é raro, tão comum como uma das muitas síndromes que nos acometem: o tempo todo há pessoas só pensando no que é imediato, só vendo o que está diante dos olhos; e assim, desprezam grandes riquezas futuras em trocas de migalhas cotidianas (e muitas vezes nem se dão conta).

Ovelhas entre lobos

10_12_2014__08_48_20401972ece35587fd4d67c2ab77f57e0602a65_640x480

“Basta ao discípulo ser como o seu mestre, e ao servo, como o seu senhor. Se chamaram Belzebu ao dono da casa, quanto mais aos seus domésticos?” (Mateus 10.25).
 
Se o próprio Cristo foi chamado de “príncipe dos demônios”, porque ficaríamos ofendidos com as ofensas que nos fazem? Somos ovelhas entre lobos, sermos odiados, perseguidos e desprezados é normal.
 
Jesus está advertindo seus discípulos dizendo enfaticamente que eles não devem esperar um tratamento melhor que aquele que ele recebeu. Jesus está dizendo, “não esqueçam que vocês são ovelhas entre lobos”. Muitos cristãos têm se esquecido disso e, para defender seus direitos, tem se armado de dentes e garras tal como os lobos à sua volta.

Tempos difíceis

Depois de uma manhã onde tivemos na igreja uma incrível conversa sobre o valor de verdadeiramente amar aqueles que nos tratam mal, aumentando nossa intimidade com Deus a ponto de retribuir com bondade aqueles que nos causam aflições… vejo dois pastores postando em suas redes sociais:

Um diz: Arranca da sua vida qualquer um que esteja atrapalhando sua vida.
O outro reproduz um texto incentivando-nos parar de investir ou perder tempo com os ingratos e folgados.

Legal. Útil pode ser, mas nada mais contrário à mente de Cristo. Aliás, ainda bem que Deus não pensa assim, senão estaríamos f….

Terrorismo islâmico?

“Terrorismo islâmico não existe” – Diz Papa Francisco.

papaConcordo com o papa Chico. Existe “terrorismo”, as adjetivações são recursos para amenizar ou politizar o problema.

É a mesma coisa com violência “doméstica”. Ora, é menos violência porque é doméstica? É violência e ponto. Porquê os agressores de mulheres precisaram de uma legislação específica? Porque simplesmente as autoridades colocam essa violência num subnível; como se dissessem: “Não é beeeem violência”.

No caso do terrorismo “islâmico” o adjetivo serve para vários fins: politizar o problema, reforçar um preconceito étnico, justificar posturas segregacionistas, etc.
Terrorismo deveria ser tratado apenas como o que ele é: terrorismo.

Entende perfeitamente?

… quando se fala das coisas de Deus ou dos medos e sonhos das pessoas, quando se fala das angústias de uma mãe, das expectativas de uma criança ou das ansiedades que inquietam o coração de uma pessoa amada; se você “entende perfeitamente” é porque não viu tudo, não ouviu direito. É porque só reparou em um detalhe e ignorou todo o resto.

Intrépidos

fb_img_1488296104897

Porque podemos entrar com INTREPIDEZ no Santo dos Santos; i.e., na presença de Deus? Será porque temos direito a isso? De modo algum. O próprio texto nos dá cinco respostas a essa pergunta:

  1. Porque fomos lavados pelo sangue de Jesus;
  2. Porque Jesus se constituiu para nós caminho que nos conduz a Deus;
  3. Porque nosso coração foi purificado de má consciência;
  4. Porque nosso corpo foi lavado com água pura;
  5. Porque quem fez a promessa é fiel.

Nossa intrepidez para nos achegarmos a Deus é baseada unicamente na eficácia da obra Cristo por nós e não em supostos direitos ou merecimentos.

 

Aperfeiçoados através de nós

fb_img_1488294286337Esses heróis da fé não receberam a concretização da promessa; eles apenas a visualizaram como quem viam o invisível. Essa concretização da promessa foi dada por Deus a nós; sendo assim, através de nós é que esses heróis da fé são aperfeiçoados.

É através da promessa concretizada em nossa vida que a vida deles é aperfeiçoados. Ou seja, a promessa concretizada em nossas vidas prova que aquilo que eles visualizaram pela fé era real; a promessa vivenciada por nós prova que Abel, Noé, Abraão, Moisés, Gideão e tantos outros não eram lunáticos perseguindo alvos imaginários.

Assim, o que prova que eles estavam certos (o que os aperfeiçoa) é o fato da promessa que eles perseguiram ser concreta hoje para todos os que crêem. Por isso é que “eles sem nós não [podem ser] aperfeiçoados”.

A pergunta que resta é: A promessa já concretizou em sua vida também? Sua vida também é testemunho que os heróis da fé estavam no caminho certo?